fbpx
Home > Notícias > Passa a valer em todo o Brasil nova CNH; entenda o que muda

Passa a valer em todo o Brasil nova CNH; entenda o que muda

A nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) entrou em vigor nesta quarta-feira (1º) em todo o Brasil. A nova CNH terá validade tanto no formato digital, que estará disponível dentro do próprio aplicativo da Carteira Digital de Trânsito, quanto no modelo antigo, impresso. Além das mudanças gráficas e visuais, a nova CNH têm a intenção de dificultar a falsificação e atender aos requisitos internacionais de identificação. A utilização de tinta fluorescente fará com que o documento impresso brilhe no escuro e tenha partes visíveis apenas com o uso de luz ultravioleta. O esquema de cores agora é verde-amarelo, diferente do verde escuro encontrado na antiga CNH.

A assinatura na nova versão se encontra logo abaixo da foto do condutor habilitado, e não mais depois da dobra. A identificação agora pode ser por meio do “nome social” e a nova CNH também permite a inserção da filiação afetiva do condutor, caso ele deseje colocá-la. Outra diferença em relação à versão atual é que o novo documento terá uma tabela com desenhos dos veículos que o motorista estará habilitado a conduzir, dependendo do tipo de licença que ele tem.

O QR Code, introduzido em 2017, foi mantido, mas houve a adição das letras “P” e “D”, para indicar se a autorização para dirigir é provisória ou definitiva. Por fim, a nova CNH também tem como inovação a presença do código MRZ, o mesmo usado em passaportes, e que permite o embarque em terminais de autoatendimento.

Preciso trocar a CNH atual pela nova?

Caso você esteja preocupado em ter que sair às pressas para providenciar a troca da CNH atual pela nova, pode relaxar. A obrigatoriedade se aplicará somente aos condutores que precisarem renovar a CNH ou tirar a 1ª habilitação a partir desta quarta-feira, 1º de junho de 2022. Todos que estiverem com a carteira de habilitação válida pode fazer a troca apenas quando a data da atual expirar.

É bastante importante lembrar que, apesar das diversas mudanças no documento, os prazos de validade seguem os mesmos: dez anos para condutores com idade inferior a 50 anos, cinco anos para quem tiver entre 50 e 69 anos, e três anos para motoristas com 70 anos ou mais.

Fonte: canaltech | imagem: jcconcursos